Você também tem problemas com a sogra?


Postado em 10 de dezembro de 2010

Muitas mulheres acabam tendo problemas com a sogra tão logo a troca de alianças acontece, não é? Ás vezes, até mesmo antes disso o embate já ocorre. Para algumas, os desafetos são sentidos de maneira velada, e para outras, a inimizade é explícita.

Seja de uma forma ou outra, há mulheres que compram a briga com a mãe do amado, mas há quem queira buscar uma forma menos sofrida de lidar com a situação. É justamente isso o que uma bicha fêmea navegante anônima deseja e, para isso, quer sua opinião a respeito. E então? Qual o seu pitaco?

Você já viveu uma situação de conflito com sua sogra? Conhece quem vivenciou? Como lidar com uma situação dessas sem perder de vista que a sogra é, antes de mais nada, a mãe da pessoa querida, tendo o cuidado para que não haja mágoas irreparáveis?

Na tentativa de apaziguar a situação e sem saber como fazer isso, recebi o e-mail de uma bicha fêmea navegante que não quer se identificar, mas precisa muito de tua opinião sobre o que ela está vivendo. Olha só:

Gostaria de pedir ajuda a você e às suas consultoras em uma situação quase sempre muito problemática: a relação que temos com a sogra. A minha sogra não mora na mesma cidade que eu, e por isso muitas vezes meu marido e eu vamos passar o fim de semana na casa dela. Antes de ter o bebê, nós até nos dávamos bem, ou talvez eu não tivesse ainda enxergado quem de fato ela era. Quando meu bebê nasceu as coisas começaram a complicar, uma vez que ela botou as garrinhas de fora e começou a se intrometer em tudo que dizia respeito ao meu filho, à forma como eu cuidava dele, das coisas dele, enfim… ela é uma pessoa mandona, que não sabe pedir, e minha cunhada é igual ou pior. Pra me relacionar bem com elas faço de tudo pra não ter atrito, e me calava ou tentava amenizar as coisas pra não ter confusão. Apesar dela ser dissimulada, meu marido consegue ver algumas coisas, me apóia, mas não se mete na questão. Um dia eu não aguentei mais e escrevi uma carta pra ela, com total apoio do meu marido, dizendo tudo o que me incomodava na nossa relação, pois tenho muita dificuldade em expor o que me incomoda, é algo que preciso superar, então esse foi o jeito que encontramos de resolver a situação. Ela leu e não tocou no assunto comigo, deu uma melhorada um tempo mas agora já está de novo do mesmo jeito. Como eu vi que ficar calada é pior, parti pra briga: quando ela e minha cunhada vem se meter eu dou logo uma resposta curta e grossa, ou ignoro e continuo fazendo o que estava fazendo. O problema é que eu não sou assim. E me faz mal ser assim. Me sinto igual a elas, justamente algo que acho horrível. Eu tenho certeza que deve haver um jeito de neutralizar a cobra, quer dizer, sogra, sem precisar me rebaixar ao nível dela. Mas ainda não sei como. Eu queria ser superior a tudo isso, não deixar que essas coisinhas me atinjam e por isso peço ajuda das queridas amigas do Bicha. Me dêem conselhos, amigas estou muito precisada mesmo… Obrigadíssima!”

Engana-se quem pensa que o problema dessa bicha fêmea anônima é algo pontual, e que o fato de o embate ser entre duas mulheres é mera coincidência. A competitividade parece ser algo muito comum entre as mulheres, infelizmente, e isso até já foi razão de debate no Bicha Fêmea. Na situação analisada neste momento, isto é, entre noras e sogras, a disputa é pelo amor do mesmo homem e o que move isso é o sentimento de posse, é o que explica a Psicanalista Clínica Geisa Machado, que é editora do blog “A Força e a Beleza de Ser Mulher“. Segundo Geisa, não há outra saída para a situação que não seja a conscientização. “A mãe precisa se conscientizar que o amor dela é de uma mãe para com o filho. A mulher precisa se conscientizar que o amor dela é de uma mulher para com o homem. Amores diferentes, forma de amar diferente. Os sentimentos estando misturados é que causam a confusão e os atritos“, esclarece. A Psicanalista enfatiza que a confusão de sentimentos resulta, inconscientemente, num troca de amores: a mãe ama o filho como a um homem e a mulher ama o homem como a um filho. Geisa ainda alerta que tudo isso não é de hoje, vem desde os tempos remotos.

Sobre o caso bem particular da bicha fêmea anônima, a análise que a Geisa Machado faz é a seguinte:

É possível que, quando o neto(a) nasce, a sogra acha que a nora não está cuidando direito do marido, em função da criança, e começa a se intrometer. O marido percebe, apoia a mulher, mas não faz nada, porque gosta de ter a atenção da mãe e não quer criar atrito com ela. Através de uma carta a leitora consegue se expor e colocar um freio na sogra. Posteriormente, como a situação volta a acontecer, ela começa a se impor de outra forma. Tudo isso está acontecendo justamente para ela aprender a se impor. É um erro achar que está se rebaixando e que isso é ruim. Na verdade quando ela diz que “quer ser superior e não deixar que essas coisinhas a atinjam”, aí é que está se igualando a sogra.

Eu preciso dizer que sou feliz nesse aspecto da vida porque tenho uma sogra das boas, super gente fina, e super aberta ao diálogo. Com ela eu converso sobre tudo, até porque ela é super sensível e inteligente. Eu não consigo me imaginar numa situação assim, e quando tento, o que vem a minha cabeça é mesmo a opção da conversa, justamente pelo fato de ter a sogra que tenho.

Entretanto, todas nós sabemos que problemas dessa natureza, entre sogras e noras que não se entendem, são muito mais comuns do que se possa imaginar. Certamente você, que lê este post, deve ter passado por algo assim, ou conhece alguém que já viveu esse tipo de situação.

Será que você tem algum conselho que possa ser deixado para essa bicha fêmea anônima e desesperada por mais pontos de vista com relação a isso tudo? Então, escreve aí nos comentários, bonita!

Imagem: stock.xchng

Mais no Bicha Fêmea…

Casamento duradouro. Isto tem algum segredo?

Há vida após o casamento?

Quando a gente resolve se casar…

Enteado á vista no casamento: e agora?

Casamento é parceria?

Navegando no Bicha Fêmea – Início > Bem Viver> Comportamento> Você também tem problemas com a sogra?

Quer as novidades do Bicha Fêmea? Receba gratuitamente em seu e-mail!

Conheça o Mercado de Artes, loja virtual do blog Bicha Fêmea. É por aqui >>>>>> basta clicar!

 

Vamos manter contato?

E-mail: bichafemea@bichafemea.com

Redes Sociais

Receba, assim como centenas de leitoras, o Bicha Fêmea no e-mail. | Assine. É grátis!

Conheça o Mercado de Artes, loja virtual de artesanato para casa. | basta clicar!

Comportamento


Comentários

77 Respostas para “Você também tem problemas com a sogra?”
  1. Minha sogra tb quer as coisas do jeito dela, mas desde o início eu me impus, deixando BEM claro que na minha casa e com os meus filhos que manda sou eu. Mas como ela é “entrona” continua dando palpite, ai eu rebato delicadamente, já que ela sabe que o que prevalesce é minha opinião ou eu ignoro o que ela fala. Nos telefonemas falo somente o necessário pois senão, ela dá palpite em tudo, então não dou detalhes do nosso dia a dia. E tb deixo o “rojão” na mão do meu marido, que afinal, é filho dela, senão, eles posam de bonsinho e nós é que ficamos como as malvadas nessa história toda.
    Bjs♥

  2. Rosana disse:

    aiaiia como é dificil ser sogra meninas….se vcs não sao um dia vao ser….rsrsrrsr
    sabe que eu não tenho sogra, entao não sei como é lidar com uma, mas eu sou sogra e olha é a tarefa mais complicada que existe no mundo…
    por mais que a gente faça as noras, trate-as bem, agrade muito, nunca elas esto contentes…
    existe um bloqueio muito grande entre uma sogra e uma nora, primeiro porque ambas sentem ciumes umas das outras, acho que este é o maior motivo das discordias, segundo porque ela não é a sua mãe e sim a mãe do seu marido, por isso as noras sempre as tratam em 2º plano..
    eu tento ser legal com a minha, ja tive alguns problemas com outras namoradas de meu filho por não concordar com certas aitudes delas, mas isto faria ate a um genro…, tento ser como uma 2º mae, e brigo com meu filho se ele estiver errado pra defendê-la…
    mas elas é que esta entrando agora em minha familia, na vida de meu filho que eu criei com tanto amor e carinho, acho que mereço uma pequena consideração, ou será que to errada???…rsrsrs

    o mal sabe qual é??? as noras amam loucamente os filhos, e se esquecem que nos sogram é que geramos este ser a quem elas tanto admiram..se pensassem nisso acho que seriam mais gratas a nos, afinal um dia todas nos vamos ser sogras, com excessão de quem não tem filhos, não tem como fugir da regra..hehehehe

    Mãe é mãe amiga, é sagrada, tente se colocar no lugar dela, deixa o ciumes de lado e seja feliz, afinal ela nem vai durar a vida inteira mesmo..kkkkkkkkkk

    bjinhussss lindo dia pra vocesssss

    • tha disse:

      Rosana,
      A base de tudo é o respeito. Sempre fui mto reservada e na minha, nunca peitei minha sogra. Ela se transformou depois q eu casei, nao tinha maldade nenhuma em relaçao a ela. Até trabalhamos juntas. Aí engravidei e ela tratava tudo como se ela fosse a dona da minha filha. Ela nasceu e ela teve um ciume declarado e assumido da minha mae, que me ajudou nas primeiras semanas. Ela vinha todo dia em nossa casa, nao ligava antes. Qdo minha mae foi embora pedi q ela passasse a ligar, pois tinha hora q estava exausta. Ela ligou um dia e depois nunca mais. Ou se resolvia ligar, se eu pedisse para ela ir em 30 min ela achava ruim. Via minha filha toda semana, e qdo a gente viajava e ela ficava 2 semanas portanto sem ver mandava mensagem para meu marido dizendo q a neta ia esquecer dela, que ela tinha que ficar mais esperta. Cheguei no meu limite e como meu marido nao fazia nada, eu resolvi fazer. Mas nao adiantou nada, ela continua me anulando perto da minha filha e fazendo de tudo para tomá-la de mim, quer ficar o tempo todo grudado na neta e faz cara feia qdo me aproximo. Eu digo q nao quero q ela saia no tempo qdo esta frio, ela dá a volta na casa e sai por outra porta. Eu tenho q pensar q ela é sonsa ou que ela me desrespeita?
      E aí? Ser sogra q é dificil? Consegue me dar uma resposta para tais atitudes?

    • Andréia linda disse:

      Acho que a sogra tem que se concientizar que filho cresce e amadurece, e que criamo para o mundo, temos que deixar ele crescer e amadurecer.
      Se a sogra ficar sempre em cima controlando tudo, fica didícil…

    • Debora disse:

      Minha querida acho q a ciumenta aqui é voce, pois as sogras muitas vezes querem tomar o lugar da mulher, nao olham para os filhos como filhos mas sim como homens e tentam competir o amor deles q é totalemnte diferente, isso nao é amor mas sim inveja dos proprios filhos

      • Zizi disse:

        Parece que a mãe do meu marido tem carteira de trabalho assinada pelo diabo porque tudo que ouvimos que não pode e não deve fazer ela faz. O diabo é o pai da mentira, ela menti feito uma diaba. O diabo é devorador, ela devora tudo que está ao seu redor com aqueles olhares. O diabo é astuto, ela tenta ser só que não consegue porque o diabo não pode com Deus, ela vai poder? Foram 21 anos de ruindade dessa senhora, mas agora nós estamos libertos, eu e o meu marido. Quando retornamos para o RJ, ela achou que estava com a faca e o meu pescoço nas mãos, mas com certeza ela se enganou porque eu voltei tendo o entendimento da Palavra de Deus. Tive um sonho sobrenatural de Deus onde eu falava essas palavras pra ela: “A sua era acabou!” Olha gente não foi fácil, mas eu lutei ao lado do Espírito Santo contra toda investida dela. Hoje, permaneço distante dela e das irmãs dele e com isso estamos conseguindo caminhar em paz. Um grande abraço.

    • Fabiana disse:

      Não é difícil ser sogra não e não precisam as sogras tentarem que nos agradar, só precisam não se meter na relação e nem tentar comandar nossa casa e vida como se fossem delas, agradecemos sim por vocês terem gerados nossos amores, mas nós deixamos nossa familia pra construir uma familia com ele e ele deve fazer o mesmo, a partir desse momento a sogra tem que entender que ali está se formando uma nova família e que essa família tem q aprender e crescer sozinha e não com sogra dando palpite no meio, a sogra é sim uma auxiliadora mas que tem que entender seu lugar, o lugar de mãe que só pode dar opinião quando chamada e nada mais, por mais que esteja vendo coisas erradas, por que afinal é errando que o casal aprende…

  3. Thais disse:

    Legal ver o olher e opnião da sogra, como a rosana no post acima. A gente tem sim que respeitar a sogra pq ela é uma pessoa mais velha que a gente e é a mãe do nosso amor. Mas deixar ela se intometer em nossa vida e relacionamento não tem nada a ver. Amor de mãe e filho é uma coisa. Amor de homem e mulher é outra. E é isso que as sogras acabam confundindo, como a própria Rosana escreveu: “as noras amam loucamente os filhos, e se esquecem que nos sogram é que geramos este ser a quem elas tanto admiram..”
    Então, vcs geraram sim e respeitamos por isso, mas não dá o direito de se intrometer. Não quero ser grosseira, mas dá pra entender a diferença?
    As sogras acham que só pq ela é mãe do nosso amado que pode mandar no nosso relacionamento. NÂO! Ela pode “mandar no filho dela, na situação de filho. Agora querer mandar no filho na situação de marido/namorado é outra coisa.
    Mãe é mãe.
    Namorada/esposa é namorada/esposa.
    São relações diferentes, que devem ser tratadas de maneiras diferentes. A mulher não tem que tomar o lugar da mãe e nem a mãe da mulher.
    E é muito feio quando uma ou outra tenta colocar o filho/marido contra a mãe/esposa.

    A minha sogra tem muito ciumes do meu namorado, mas eu procuro não interferir o mínimo. Muitas vezes ela quer brigar, sinto que ela compete comigo. Mas eu não entro na competição dela, do tipo: quem cuida melhor dele, quem faz a melhor comida, e assim vai. Mas ela tem o lugar dela de mãe na vida dele e eu o meu lugar de namorada. Então, não procuro misturar e muito menos competir, pq senão não vai ter fim.

    Amiga anônima, seja superior! Não dê bolas para as bobagens de sua sogra, tbm fique um pouco distante dela, pra ver se melhora. Não precisa deixar de visita-la, dos seus filhos deixar de vê-la ou reclamar q seu marido vai lá….apenas diminua a frequencia, quem sabe com a falta ela não se toca e melhora.

    Beijos

    • Minha sogra pede minha opinião para presentes que deve dar ao filho dela, e até me agradece por achar que cuido bem dele… não há competição entre a gente. Posso falar: acho que tive sorte mesmo, hein? Principalmente agora que estou lendo relatos como o seu, Thais. :D

      • Thais disse:

        Olá Lidiane,
        Eu adoraria conversar com a minha sogra sobre coisas do meu namorado sem “competição”, mas infelizmente isso não é possivel. Sorte sua mesmo!
        Todo mundo diz que meu namo melhorou depois que começou a namorar comigo. Eu até ajudei a ele melhorar a relação com a mãe dele (pq mãe é mãe), que era e ainda é conturbada. Mas ela não vê/admiti isso jamais. (rs) Só rindo mesmo. Deixa ela pensar então, fazer o que.
        Eu quero evoluir! E é tão bom quando nos relacionamos com pessoas evoluidas né.
        Sem rancor no coração! (rs)

        Beijão

  4. Cecilia disse:

    Ja pasei por iso,e foi barraaa,além do que eu casei e fui morar com ela.Convivemos por 18 anos…no principio eu chorava muito,até que um dia falei chega…Cuando a coisa não me agradava falava em alto e bom tom,nunca admiti que ela opinase sobre a educação dos meus filhos,poucas veces ela tentou me enfrentar porque viu que realmente eu era capaz de me defender em qualquer circunstancia.Tinha apoio total do meu marido,cuando discutiamos eu deixava bem claro o que eu queria e dai a poucos minutos conversavamos como se nada tivese acontecido…tudo muito claro.Em outubo de 2008 ela adoeceu,foi pra cama e não levantou mais…sabem quem foi a enfermeira,EU.
    Ela não tinha noção de nada,usava fraldas,o tempo inteiro,dava comida na boca,virou um bebé.
    Alem do trabalho,casa e filhos tive mais uma tarefa.
    Cuidei dela com todo amor e carinho porque apesar dos atritos que tivemos,ela era além de tudo um serhumano,e a mãe do homem que tem me feito imensamente feliz,em todos os aspectos da minha vida.
    Não sou boasinha,muitas veces desejei que ela morrese até porque sou humana,mas não me arrependo do que fiz,durante ese ano eu não sai,não tive feriados,nem domingos,nada.Mas talvez plantei algo de bom,e poso dizer que estou com a minha conciencia tranquila.Em Outubro de 2009 ela se foi,e eu continuei a minha vida convencida de que fiz o certo…hoje estou em PAZ.
    Seja você mesma,lute por aquilo que acha certo,e fale na mesma altura…acho que e iso

    PS: desculpe os erros de ortografia,sou Uruguaya,bjs

  5. Mônica disse:

    Olá meninas!
    Tenho um namorado há quase três anos e também tenho muitos problemas com minha sogra. Afinal com toda família dele. Eles são super fechados, ela diz que vou atrapalhar a carreira dele, coloca mil defeitos em mim. Ela é muito amarga e está sempre fechada. Fico com muita raiva quando meu namorado conta o que ela pensa sobre mim (pensamentos que nem sempre são verdades) , ás vezes até discuto com ele. Mas no final das contas tenho dó dela porque o pai dele é muito mandão e minha sogra se calou diante de tudo, por isso ficou amarga. Achou que ela brigou com a Alegria de Viver…
    E meu namorado, tendo em vista o pai que tem, só sabe ficar em cima do muro, mas dei um basta nessa situação e as coisas tem melhorado!!!
    Penso que deve doer muito nela não ter recebido carinho do marido! Depois criar um filho para dar carinho para uma outra mulher que é oposto dela: não submissa, alegre, feminina e que nem sempre coloca o dinheiro e a profissão acima de tudo!!!
    Pois é gente é preciso ter muita sabedoria e discernimento apra aguentar tal situação!!!
    Beijos

  6. Joana Campos disse:

    Oi Lidi!
    Ao meu ver, o principal ela tem ao lado dela, que é a concordância do marido…o resto ela tira de letra….ela tem que ver que o que piora a sogra dela…não é ser sogra, e sim o lado AVÓ, minha sogra me ama….eu sei , pois demonstra e sabe que eu faço bem ao filho dela, mas uma vez tivemos um perrengue, porque? justamente por causa do lado avó….na hora do almoço, deixou que o filhote ficasse comendo brigadeiros que sobraram do aniversário….eu tva num momento bem fragilizada, e tivemos um perrengue fêio, mas depois me ligou pediu desculpas e eu tbém pedi minhas desculpas e passou, fou uma única vez…pois sabe que sou boa mãe, boa esposa e tals….o lado AVÓ fazem elas pecarem e temos que ser pacientes e compreensivas com isso….sabe o que faço? Converso com os pimpolhos na frente dela….digo: filho, so vai comer isso na sobremesa, e se prometer que vai escovar os dentes direitinho….tome banho direitinho, não deixe roupas espalhadas, estenda a toalha etc…as avós tendem a paparicar, e acham que é o jeito delas que está correto….digo à sua leitora, ORE! peça compreensão e paciencia a Deus! e vá mostrando que é vc a mãe, vc é a principal autoridade na vida de seu filho…Deus irá ajudar sua sogra te compreender tbém….Creia!

    beijos à vc Lidi e à sua leitora….

    P.S Lidi, não esqueci de enviar seu presente não….mas não espere para o natal amiga, to com várias encomendas para entregar tá?

    Joana Campos

  7. Olha, eu acho que passei por algumas coisas, tentava fazer das minhas sogras, quando namorava, ainda jovem, uma espécie de segunda mãe, mas aprendi que na verdade nem sempre vamos nos dar bem ou concordar. É importante fazer isso que você já faz, esclarecer e manter o clima bom com seu marido, se impor e ter em mente que ninguém precisa se amar profundamente, mas todos temos que nos respeitar e viver civilizadamente. E muito comum avós ficarem preocupados com a criação dos netos e intervir em caso de necessidade, mas o legal é tentar mostrar para sua sogra que ser avó é curtir o neto, relaxar e deixar a educação para os pais da criança e assumir isso de verdade, como você já está fazendo. Nem sempre vamos agradar a todos, nem mesmo aos sogros, mas nossas atitudes podem impor respeito. Boa sorte!

  8. Glaucia disse:

    Gente devo ser uma excessão no mundo pois eu adoro a minha sogra. Além de linda e muito bacana a minha sogra me respeita muito e aceitou a mim e meus 3 filhotes na família com carinho.
    Olh que eu morria de medo de conhece-la! Minha sogra é lindérrima e magra, eu passei de gordinha faz tempo além de ser 12 anos mais velha que o filho dela e com 3 bagaginhas junto, achei que não daria certo.
    Mas ela me acolheu, me trata muito bem e o segredo é que eu respeito o espaço dela e ela respeita o meu. Acho que o segredo é esse respeito pela diferença sempre.

    • Eita! Se é para competir por sogras bonitas e magras, a minha está no páreo, hein? Nem eu aguento o pique que ela tem para um monte de coisas… kkkk… :D

      • Glaucia disse:

        Lidi a Maria Antonia ( até o nome da sogretes é chique) usa uns saltos que eu tremo só de pensar ! Chegar a dar ódio ir em casamento com ela pois todos os vestidos que me fazem parecer um embrulhinho de presente ficam perfeitos nela!!! Mas tudo bem nada que anos de terapia não resolvam né?
        Agora falando de sogra, uma coisa que aprendi em 12 anos convivendo com a minha ex sogra é que muito do que elas fazem que nos irrita muito é pensando ser o melhor. Sou muito direta em tudo na minha vida, e sempre deixei claro o que aceito como conselho e o que eu achava que era intromissão, tudo numa boa no papo e na amizade.
        Sendo sincera se me enviassem um carta dizendo o que pensam de mim eu nem consideraria, quer me dizer algo diga olhando nos meus olhos.

  9. Andreia Lica disse:

    Lidi,

    Eu hoje graças à Deus tenho uma sogra maravilhosa, que além de ter uma cabeça aberta, é minha amiga e conversamos sobre tudo. Elaacolheu a mim e as minhas filhas muito bem, aceitou o fato de eu ser mais velha que meu marido (3 anos) e ter 2 filhas, nunca se intrometeu na minha vida e sempre que preciso posso contar com ela…agora falando da ex sogra (dizem que não existe ex sogra, mas pra mim existe sim e ainda bem), ela era terrível, mãe superprotetora, intrometida e achava que as coisas tinham que ser do jeito dela. Eu bem que tentei agradar, ficar na minha, mas na verdade, acho que ela nuncaaceitou o fato de ter casado com o filho dela, sempre acho que ele era um santo e eu a peste, então ja fiz de tudo, tentei ser a boazinha e não deu certo, parei de ir na casadela e não dava certo, brigava e não dava certo, até que um dia cansada não só dela, mas do relacionamento que tinha com meu ex, dei fim a tudo e só assim tive paz, pq hj ela me trata bem (ainda a encontro pq ela é avó das minhas filhas) mas não é sempre, pq ela mora em outra cidade, ainda bem.
    Sei que este não é o conselho que dou para a amiga que escreveu a carta, mas quando a sogra não quer ajudar é dificil, e eu entendo bem a situação dela, tenha paciência e tenha contato quando for estritamente necessário. É o que posso dizer.

    Bjão

  10. [...] This post was mentioned on Twitter by Lidiane Vasconcelos, Lidiane Vasconcelos. Lidiane Vasconcelos said: Você também tem problemas com a sogra? http://www.bichafemea.com/?p=5609 [...]

  11. Elaine Cunha disse:

    Oi, Lidi!

    Eu não tenho problemas sérios com minha sogra. Ela é um doce. Nossa relação sempre foi muito aberta. Temos confissões que muitas vezes nem o filho dela sabe!

    Quando tenho algum assunto mais sério a tratar com ela, peço sempre ajuda ao maridão para interceder também. Filho é filho, palavra de filho pesa mais do que de nora. Isto é verdade absoluta!

    Uma certa vez, minha sogra falou assim para mim: “Se eu falar pro meu genro, ele pode se chatear. Daí, pode ser criado um problema com minha filha desnecessário. Eu falo sempre pra minha filha”

    Olhando por este prisma, eu te digo bicha fêmea anonima. Que tal uma conversa a 3: vc, sogra e filho/esposo? Converse primeiro com seu esposo e peça para ele ser o ponto de equílibrio. Acredito que assim, numa conversa franca, os pontos se resolvem.

    Creio que quando filho fala algo que machuque a mãe, doe sim. Mas passa. Porque o amor de mãe por filho é assim mesmo: incondicional. Mas quando nós, noras, falamos … a coisa muda de figura. Pense nisto e não entre em atrito descenessário. Seu esposo também precisa falar. Ele não pode ficar neutro. Afinal, de quem é a mãe?

    Beijos!
    Elaine Cunha

  12. simone disse:

    Ai meu Deus…isso é mesmo um assunto complicado. MInha sogra também é gente boa e não tenho o que reclamar. Logicamente a gente não tem a mesma opinião sobre vários assuntos, assim como com minha mãe (mas mãe é mais fácil né? rsrs)…o que temos que entender é que são pessoas diferentes, com costumes diferentes e criação diferente. Você irá cuidar de seu filho da melhor maneira que achar, e sei que sugestões são sempre bem-vindas, desde que dadas com respeito.
    Eu como prefiro ser uma “cuca-fresca” acho que a melhor solução é fazer de conta que não é com você!!! Deixe entrar por uma orelha e sair pela outra. Sei que isso é dificil e que alguns comentários fazem o sangue SUBIR muito, mas eu pratico um exercício “diário”: Não deixar me stressar com coisas que não valem a pena.
    Vc considera que a opinião dela VALE a PENA? Se sim, tente achar uma maneira de vcs se entenderem, Se não (a opinião dela não é lá grandes coisas…) então deixe passar. Com o tempo, vc fará isso com maestria e nada mais irá te abalar como acontece hoje.
    Agora a GRANDE vantagem que vc tem é que seu marido a apoia, e, se ele sendo o filho te apoia, o que mais precisa?
    E agora irei defender a sogra, com certeza ela faria a mesma coisa com a filha dela, daria palpites, e meteria- o-nariz-onde não-foi-chamada certo? Isso significa que ela se importa com você e seu bebe, assim como se importa com a filha. Ela é autêntica, ela não finge ser “boazinha” só para vc gostar dela. Deu pra entender o que eu quis dizer? Significa que, provavelmente, ela fala as coisas por amor e, se vc não gosta, pois tem todo o direito a isso, simplesmente deixe passar….
    Beijos e boa sorte.
    Simone – http://www.newsespacohome.blogspot.com/

    • Simone, na Sexta eu estava na minha dentista e estava conversando com ela sobre esse post. Ela começou a relatar o que passava com a sogra quando os filhos dela eram pequenos. Sabe que ela falou que a sogra não dava tantos pitacos na criação dos filhos da filha como tentava dar na criação dos filhos dela, que era nora? O que minha dentista falou talvez tenha a ver com o que a Psicanalista Geisa Machado (que fez uma análise da situação e que agora esta no post do Bicha Fêmea) falou sobre o assunto: no embate entre noras e sogras há uma disputa inconsciente e possessiva pelo mesmo homem. Isso não existe entre mãe e filha, né? Talvez por isso a gente não escute tanto falar que haja maiores problemas nesse tipo de relacionamento. Vai saber, né? …

      Beijos!

      • Simone disse:

        Vichi Lidi, realmente a briga pelo mesmo “macho” deve ser uma briga de foice no escuro, hehe…eu hein? Pra mim, isso é loucura. Tanto a mãe ter ciume do filho com a nora como a nora ter ciume da mãe…Mas nem quero ver qdo meus meninos aparecerem de “namoradinha”. Irei colocar as meninas pra correr, rsrsr… Mas antes irei dar o endereço do Bicha Femea para elas virem aqui e pedir ajuda sobre o que fazer com a Mãe Louca do namorado dela!!! Beijos Simone

  13. Fernanda disse:

    Da última vez que comentei sobre este assunto num blogue, vi o meu comentário eliminado e o meu link retirado do tal blogue! Tudo porque tomei o partido das sogras, :)
    Não tenho sogra, nunca tive e também não sou; ainda, mas espero vir a ser e ter uma relação amistosa com a minha nora.
    Portanto, vou falar do que vejo; regra geral as sogras das minhas irmãs e e amigas, são óptimas com elas, umas segundas mães. Penso que se houver respeito e educação é uma relação fácil de levar.
    Os casos em que eu sei que há problemas é por um motivo muito simples: as noras “arrastam” os maridos para as famílias delas, negando-se ou esquivando-se a irem a casa das sogras. Agora com o Natal é o tal problema, só querem passar o Natal, ano após ano com a família delas. Conheço desses casos e sinceramente digo, se eu fosse sogra delas, também não iria gostar nem um bocadinho!

    Penso que a máxima: “trate o outro como gostaria de ser tratada”, vale para sogra e para a nora, porque tal como disse a Rosana, quem é nora hoje, será sogra amanhã.

    Boa reflexão!

    • E depois disso tudo fiquei pensando: para uma blogueira censurar um comentário seu, ainda que contrário ao pensamento da maioria, mas sempre acompanhado de argumentação conduzida de forma inteligente e elegante, a dona do blog deve mesmo ser uma nora mal educada, hein? Com noras assim, não tem sogra que sirva, né? Pelamor! :o

      • Fernanda disse:

        Com certeza,rssss…
        Mas sabe Lidiane, uma coisa que tenho constatado na blogosfera é a prática corrente do “quem concorda anuí, quem discorda cala!” .
        Ora, como eu sou uma pessoa muito opinativa e politicamente incorrecta, ou seja, sincera e falo sempre o que penso, acabo muitas vezes por contrariar as opiniões gerais. Sempre educadamente, claro. Ainda recentemente num certo blogue, entre cerca de 40 comentários, só o meu era discordante do post!
        O tema era simples, gostar ou não de uma determinada série da tv. Dá para acreditar? O que vale é que a autora do blogue é uma pessoa inteligente e esclarecida, de quem aliás gosto muito e depois disso gosto mais ainda!

        Eu gosto, quando discordam de mim e apresentam pontos de vista diferentes, faz-me reflectir. Nem sempre, nem nunca, não é?

        Mas isto já não tem nada a ver com o tema das sogras, rssss…

        Beijos

        • Pelo que vejo, no post sobre a série de Tv, a blogueira respeitou sua opinião e deixou o seu comentário, certo? Até porque, se ela vem de forma educada, não vejo o porque da censura. Houve um post bem pelêmico no Bicha Fêmea uma vez onde uma leitora muito querida minha discordou de mim. Aí é que o post, na minha opinião, ficou muito melhor. O debate foi nivelado por cima, e todo mundo só tem a ganhar com isso, ‘né? Afinal, alguém já disse que “a unanimidade é burra”, e sabe que concordo? :)

          Beijos, Fernanda!
          E, oh: discorde sempre que quiser. :)

    • tha disse:

      Namore. Case. Tenha a primeira neta da famiília e depois conversaremos.
      Também pensava assim antes de me casar, tanto que vim para a cidade do meu marido.
      Fui conhecendo outra pessoa.
      Hj tenho minha filha e sofro mto, ela não pode mais se intrometer, mas ela faz de tudo para me anular perante minha filha.
      Tem como gostar dela?

  14. Lidi, enfim consegui chegar aqui e ler seus ótimos posts! Essa semana volto à academia e tenho muitos trabalhos pra desenvolver até o fim do ano. Não posso reclamar mas vai ser a maior ralação e pela primeira vez terei que dar férias ao blog pra poder cumprir minhas metas de trabalho. É por um bom motivo, mas vou sentir saudades de postar! E eu senti saudade daqui e de vc! Promovo tudo o que vc escreve no Orkut, faço a maior questão porque te admiro muito, como pessoa e como blogueira. Bom, com relação ao tema de hj, acho que muitas amigas tem atrito com as sogras. Eu gosto muito da minha e, apesar de não termos uma relação muito estreita, nos damos bem e temos gostos parecidos em algumas questões. O Marcelo é o tipo do cara que não aceita muitas intervenções externas, então eu nunca tive que me preocupar com isso. As pessoas já conhecem o modo dele ser. Já minha mãe é a melhor sogra do mundo, na minha opinião. Ao contrário da maioria, ela faz questão de não se intrometer, tem uma paciência enorme e é muito gentil, meiga, simpática e carinhosa. Não tem ninguém que não goste dela!!!!! Eu nem sei muito bem o

    • Oi, Katia!
      Que bom que tem muito trabalho pela frente, ‘né? Essa é uma boa notícia. Se para dar conta de tudo o blog precisa ficar um pouquinho parado, que seja. Também não adiantaria querer “abraçar o mundo com as pernas”(já ouviu esse ditado?) e depois ficar estressada com isso,não é? Lembro que você tinha como resolução para 2010 justamente desacelerar um pouco para garantir qualidade de vida. Quando você opta por dar um tempo numa coisa, para fazer bem feito a outra, está colocando em prática essa resolução. Isso não é bom? :D

      No mais, muito bom trabalho, bonita!
      Beijos

  15. que dizer pra leitora anônima porque nunca passei por isso, mas me solidarizo com ela. Deve ser uma situação muito incômoda mesmo! É legal ouvir conselhos e sugestões, mas oo ruim é quando alguém quer impôr sua vontade. Minha mmãe até tenta aconselhar minha irmã sobre a educação do filho, mas respeita totalmente às vontades dela. Se minha irmã diz “O Gabriel não pode comer biscoito agora”, ela aceita, mesmo se estiver contrariada. Acho que cada um precisa ter seu espaço e saber impôr limites. Nesse caso, me identifico com sua leitora porque já estive em uma relação de amizade onde eu não soube impôr limites e me senti cada vez mais presa em uma teia de onde foi difícil me libertar. Disse muito “sim” querendo dizer “não” por falta de coragem e paguei um alto preço por isso. Acho que essa experiência de vida vai me ajudar muito no futuro para que eu não caia na mesma armadilha. E acho que a gente não prrecisa ser grosseira nem agresssiva pra se impôr, somente assertiva. Um grande beijo!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  16. Geisa Machado disse:

    Oi Lidi!
    Como sempre o trololó por aqui foi muito bom. Só consegui aparecer agora, mas não podia deixar passar em branco sem comentar. O post ficou ótimo e as suas considerações perfeitas. Parabéns!
    Bjussss

  17. Eliana disse:

    Cara colega, sinto te informar que esses tipos de viboras, não mudam, pq sou casada a cinco anos, e é a mesma coisa aqui em casa, só que no começo pra não ficar naquela ”rixa” relevava, e ela mandava até no jeito em que me vestia e como colocava os meus móveis, indireta não adiantava viu, dai eu decidi agir como um verdadeiro cavalo chucro, dava patadas e coices pra todos os lados, ficamos sem se falar por dois anos, eu agradecia a Deus todos os dias, mas como ela brigou com a familia toda, e não tem mais com quem conversar, resultado, voltou a infernizar minha vida, só que as coisas se inverteram e muito por aqui, qdo ela vem querendo dar ”opinião”, digo logo de cara que da minha vida e dos meus filhos cuido eu, mas dou mesmo pra ela sentir que mudei totalmente, não adianta vc querer, ficar quieta, ou baixar a guarda, pq ela nunca vai mudar a não ser que morra, por mais que vc se sinta mal, não deixe ela mandar em vc ou em seu bb, ponha ela no lugar dela, ouseja, qdo ela botar as patas na saua casa, já dê o recado, que ela está na sua casa, se ela não gosta que suma pra casa dela, pq quem manda na sua casa é vc e não ela, não abaixe sua cabeça, pq vc vai se arrepender, me conte depois se funcionou, ellianacabral@hotmail.com

  18. Laiz disse:

    Meninas, li e re li os comentarios e post…
    E tenho uma sogra (futuraa) muitoo posessiva, por mais que ela tenhas 3 filhos, 2 meninos e 1 menina. Ela parece um polvo e consegue agarrar todos, possesiva com todos…
    Depois de tudo que li estou me perguntando….
    Ainda da tempo de abandonar o barco, afinal ainda somos somente namorados…
    A batalha compensa??

  19. Oi Lidiane, aff até que enfim consegui um tempinho para vir ler este post inteiro.
    OLHA SOGRA É UM CALO NO NOSSO PÉ, DIFICIL DE TIRAR MAIS NÃO IMPOSSÍVEL rsrs.
    Olha minha sogra me conhece e não se mete de besta comigo.
    Sou carioca e do signo de gêmeos e não gosto que se metam na minha vida a não ser que eu peça ajuda ou opinião.
    Ingrata eu?????? IMAGINA.
    Minha sogra tinha mania de ficar falando” ai tadinho dele deve estar com frio com esta roupa” e eu dizia NÃO SE PREOCUPE, NÃO ESTÁÁÁÁÁÁ.
    Uma vez meu filho caçula queria abrir um pote de creme meu e eu disse que NÃO e ele então virou pra mim e disse assim: VOU NA MINHA VÓ E ELA ABRE PRA MIM!, nossa aquilo me ferveu o sangue.(ela morava no fundo da minha casa, ou eu é que morava na frente da casa dela rsrs).
    Deixei ele ir e fui atrás, chegando lá ele pediu pra ela abrir e eu disse que não era pra abrir.
    Sai e fiquei escondida e logo virei as costas ouvi ela dizer: ESPERA UM POQUINHO QUE A VOVÓ ABRE ASSIM QUE A MAMÃE FOR EMBORA!!!
    Nossa aquilo ferveu e derramou meu sangue.
    Na ocasião o PAI dela estava junto com ela. Voltei pra trás, álias mostrei que ainda não tinha saído dali e disse da seguinte forma pra ela: Este creme é meu, não é pra criança, eu disse que não pode abrir, se a senhora abrir eu vou bater nele e em VOCÊ.
    Quem manda nele sou EU e EU disse que NÃO É PRA ABRIRRRRR.
    Peguei meu pequeno coloquei de castigo o dia inteirinho pra ele aprender a não me desafiar e disse a ela que naquele dia o neto dela estaria de castigo por causa dela.
    Me cortou o coração mas ele aprendeu a lição.
    E quanto ao Pai dela que assistiu e ouviu tudo disse a ela o seguinte: ELA É A MÃE, ELA É QUEM MANDA, SE DISSE QUE NÃO ERA PRA ABRIR PORQUE VOCÊ IRIA ABRIR, O MENINO PRECISA OBEDECER A MÃE, adorei o que ele falou pra ela pois foi isso e muito mais.
    Ela ouviu tudo e ficou quieta.
    A partit daquele dia ela ficou esperta.
    Quanto a nossa amiga anônima ela deve mostrar que quem manda e ela.
    Aff, contei minha história rsrs.
    Bjs

  20. Rose disse:

    Como fui casada 2 vezes , tenho 2 exemplos de sogra, a minha sogra do meu primeiro casamento éra uma bruxa, me fez ate passar vergonha no dia do meu casamento.
    Depois de passar por essa decepção.Deus me deu a minha 2º sogra de presente, moro com ela, nos damos super bem, ela me trata como uma filha, isso deve ser por que ela so teve filhos homens. me enche de presente e ate dinheiro ela me da qdo não tenho…rsrsrs
    Acredito que ela seja muito agradecida, por eu cuidar bem do filho dela e por gostar muito dele.
    Mas eu sei que existe sogras que realmente são umas malas…bjo

  21. Talita disse:

    Minhas lindas…
    Eu tava igual doida procurando algum site que falasse sobre o relacionamento entre nora e sogra. E sinceramente adorei todos os posts =)
    Namoro a quase 3 anos e meu relacionamento com minha sogra é bom, mas ela vive uma crise conjugal com o marido e ultimamente faz de tudo pra ter exclusiva atenção do meu namorado, tem fim de semana q eu só o vejo de noite pq ela sempre obriga ela a fazer as coisas pra ela. Ela tá fazendo do meu namorado o marido dos sonhos dela, ela não quer fazer mais nada sem ele, não vai faz compras sozinha, não vai ao médico sozinha, não vai na casa dos parentes sozinha… pow ela tem o marido dela né! Mesmo amando muito meu namorado e não estava disposta a entrar na queda-de-braço com ela pq mãe é mãe né e ele tava sofrendo muito com tudo isso e acabei terminando com meu amorzinho, mas depois de muita conversa voltamos! Ele começou a por limites na mãe carente dele e a situação começou a piorar, poia a cada dia ela sente mais ciumes.
    A mãe dele nunca me tratou mal ou coisa do tipo, sabe, aliás sempre fui muito bem tratada, mas sempre faz pressão psicológica. Estavamos planejando dele voltar pra casa dele o ano q vem (Ele foi morar lá pq ela pediu pq tava carente) aí ela veio me dizer q se meu namorado sair de casa ela se separa do marido e caiu no mundão… vê se pode!!! Eu e ele sempre tentamos dividir o tempo principlamente em época de festas e tal, Natal com minha familia e Ano Novo com a dele, mas ela não aceita quer q ele passe Natal e ano Novo com eles. Nesse Natal passamos aki em casa e ela teve uma crise de ciumes horrivel no dia seguinte e foi mt triste.
    Não sei realmente oq fazer pq sempre fui adorada por todas as minhas ex-sogras sempre fui mt amada pq eu sei q tenho q no mínimo respeitar a mãe d quem eu amo!
    Eu e meu amor estamos resolvendo esse problema, vocês tem alguma dica lindas!? Ajuda nunca é d+

    Obs.: Ela já tem um filho casado que a nora não o deixa ir na casa dela devido ao mesmo caso q eu relatei.

  22. Putz, eu não tenho nenhum atrito com minha sogra… ela é minha segunda mãe… tenho mais problemas com a minha família do que com ela…

  23. LILLY disse:

    lidiane, eu nao tenho sogra e se tivesse iria adorar.
    acho burrice brigar com a pessoa que gerou teu marido!
    é muito dificil, e falo agora como mae de meninOs, entgrega-los nas maos de outra mulher.
    tem uma certa competição.
    se a pessoa for esperta ela contorna isso com inteligencia.
    pode aproveitar o que for bom, e ESQUECER o que ela nao qeur usar.
    parar de frequnetar tanto a casa da sogra tambem ajuda a não entrar em conflitos.
    fazer da sogra e cunhadas pessoas amigas diminui muito o estresse.
    eu tenho UMA cunhada e me dou com ela… converso mais com ela do que com as minahs irmas.
    nao compensa tornar a vida um inferno por causa da antiga estoria de que noras e sogras sao rivais
    meu filho mais velho tem namorada e eu agrado o maximo que posso.
    enfim…um dia terei duas noras e quero que elas digam para o marido ( meus filhos) amor, eu me divirto na casa da sua mae!!!!
    bjs
    bjs
    Lilly
    http://coisadelilly.wordpress.com
    http://blogdareforma.wordpress.com

    • Pois é, Lilly, acho que você está certa. O melhor a fazer é tentar não alimentar uma guerr com a sogra, até porque disputar com a mãe do marido atenção e carinho é esquisito no sentido de que o amor que ele dá para uma é diferente do amor que dá para outra. E se a guerra insiste em se instalar, parece que evitar ir na casa da sogra é mesmo a melhor estratégia. ;)

      Beijos

  24. Margô disse:

    Olá!
    Qdo me casei com meu marido ficamos 10 anos sem irmos na casa de ninguém da família dele por causa disso e muito mais. Ele se afastou e não fiz o menor esforço para voltar a visitá-la. Voltamos quando todos começaram a sentir nossa falta. Ela nem me conhecia e já de cara não gostou de mim. Foi recíproco. Mudou-se para o andar de cima. Ou de baixo, não sei.
    Que a amiga aí tenha calma e não carregue sofrimento por causa de pessoas assim pq não vale a pena.
    Bj

  25. Olha eu tive sogras e sogras, algumas se intrometiam demais, outras eram dissimuladas e só falavam por trás, e minha última e finada sogra, sinceramente? era uma mãe pra mim, uma criatura que sabia dar valor ao bem que eu fazia e faço ao filho dela. Que a gente conversava por horas a fio, que brincava, dava bronca na gente, era uma mãe mesmo. Se impor sim, mas em magoar afinal elas são mães dos nossos amados. Nada que uma boa conversa sua com ela ou do seu marido com ela não resolva, se não resolver da primeira resolve-se com o tempo sempre conversando. Sempre dando uma chamadinha de atenção delicadamente quando os limites estão sendo ultrapassados. Isso pode ser uma boa idéia.

  26. Ana Paula disse:

    Bem, vamos ver se a minha experiência ajuda…

    Se relacionar com as pessoas pode ser uma das melhores coisas da vida, ou então, um desastre total.
    Já tive vários namorados, algumas sogrinhas legais, outras nem tanto, mas a mãe do meu marido, em particular, me mostrou que nem sempre o problema está em nós mesmas.
    O grande problema que já houve entre nós é que ela queria que o filho (meu marido) ficasse solteiro para sempre. E mesmo que ela reconhecesse em mim várias qualidades, ela não dava o braço a torcer.

    Ou seja, o primeiro passo para o sucesso de uma boa relação entre sogras e noras é respeitar as opções dos seus filhos.

    Neste caso em particular, eu separei o desabafo por partes e as sugestões que eu tenho são as seguintes:

    1) Quanto a passar os finais de semana na casa da sogra.

    Não dá… por mais saudades que o seu marido sinta pela mãe, não é necessário que quase TODO fim de semana vocês estejam na casa da sogra. Afinal, na sua cidade deve haver alguma coisa de bom para fazer, passear com o bebê na orla da praia, ou em alguma pracinha, dar uma volta no shopping, fazer alguma mini viagem, …
    Aliás, é saudável e necessário oxigenar um pouco esta relação (sogra + filho + nora). Comecem a alternar os finais de semana de visitação, até chegar ao ponto de fazer uma visita por mês, e chega!

    2) Nascimento do bebê e surgimento de atritos:

    Não ficou muito claro, mas acho que esta sogra pode ser do tipo controladora e conservadora, do tipo que acredita que só ela sabe fazer bem as coisas. Pode ser que ela esteja criticando o modo como você cuida/cria o neto, e assim, ela acaba sendo reativa demais à você.

    3) A Carta:

    Eu vejo como positiva a sua atitude em querer colocar em panos limpos o que te incomoda, seja através de uma carta ou de uma boa conversa.
    Eu acho válido, para qualquer tipo de relação, deixar bem claro qual é o seu limite. Me parece que você não é muito de se impor, e assim, deixa espaço para que outro venha e pise no seu pé.
    Não dá.
    Na vida é assim mesmo… é no trabalho, no trânsito, na fila do supermercado, até mesmo em casa é preciso mostrar onde está o seu pé, e ali é o seu espaço, ninguém pisa.

    4) A Reação do Marido:

    Eles fingem que não vê nada, mas só porque é cômodo reagir assim.
    Não enfrente a mãe dele na frente dele. Mas, em toda e qualquer possibilidade, deixe que ele presencie os venenos que ela solta sobre vc.

    5) A Cunhada:

    Se ela não é agradável com você e nem com o seu filho, ignore-a solenemente.

    6) COMO NEUTRALIZAR A COBRA:

    Não coloque seu marido contra ela. Aliás, nem precisa. Porque, geralmente, eles parecem uns tapados, mas, na verdade, eles estão sabendo do que está acontecendo. Mas dão um jeitinho de não se intrometerem, porque eles ficam entre a crua e a espada. Sabem que a mãe é uma mala, mas não podem afirmar tal coisa.
    Enfim, existe um ditado onde se diz: “Não more tão perto da sua sogra a tal ponto que ela apareça de chinelos, e nem tão longe de modo que ela venha de malas.”

    A única forma de dar uma aliviada nesses ânimos é visitar o quanto menos possível. E de preferência, que a visita seja dela à casa de vocês. Pois, dentro da sua casa, você está dentro do seu território, onde ela não manda.

    Beijos e espero que vocês encontrem um ponto de equilíbrio para esta relação. Afinal, neste momento, é hora de curtir seu filhinho, que cresce numa rapidez incrível. Não vale a pena perder tempo com sogras, cunhadas… são parentes dele, então, é problema dele.
    Que ele visite sozinho então.

    • tha disse:

      Que legal o q vc escreveu… mas nao sei porque, quando vivemos isso ao vivo a gente perde o controle.
      Moro no interior, a 6 quadras da minha sogra… chega fim de semana meu marido quer ir lá. Até aí é normal, mas só q minha sogra já abusou mto da minha humildade e falta de conseguir falar, impor meus limites.
      Casei e depois disso ela passou a ter um ciume absurdo de mim. Em 2009 tive minha primeira filha, e fui presenteada com uma avó que achava ter direito de entrar na minha casa a hora q quizesse sem telefonar (mesmo eu pedindo amigavelmente q ligasse antes de vir), acordar minha filha, fazer de tudo para tirar minha filha perto de mim, falar mal de mim para a familia toda e me anular qdo estou na casa dela… o problema é que nao consigo falar f#d@-se para ela, me dói isso tudo. Sofro demais. Faço terapia para saber me pontuar e te dou o parabéns por escrever tao bem.
      Nao consigo ter um dialogo com meu marido e dizer: por favor me deixe respirar, nao vamos toda semana na casa da sua mae.
      É um caminho sem fim.

  27. landia disse:

    a minha sogra é do tipo que fala para quer casar se ja estão morandos juntos. detalhe resolvemos morar juntos para depois nos casarmos, um certo dia fomos ao cartorio ( só a minha familia sabia) demos entrada nos papeis e nos casamos, comemoramos a dois hoje com 15 anos de juntos temos 3 filhos me arrependo de não ter casado na igreja, mais penso agora vou casar na igreja.VOLTANDO O ASSUNTO DA SOGRA SE ELA É DO TIPO QUE NÃO MUDA, MUDA VOCE PARAR COM PASSEIOS NA CASA DA SOGRA SÓ SER FOR PRECISO, NA HORA QUE ALGUEM ESTIVER FALANDO SOBRE EDUCAÇÃO DE FILHOS FALA TAMBEM SOBRE SUAS OPINIÕES QUE VOCE GOSTA DE EDUCAR SEU FILHO DO SEU JEITO ELAS VÃO ESCUTAR E ENTENDER. BEIJOS FICAR COM DEUS.

  28. Ione disse:

    Pois é amigas, isso é mais comum do que se imagina. Eu mesma sou uma prova viva disso. No começo do meu namoro com meu marido minha sogra fazia um inferno da minha vida, dizia que não trabalhava, que vivia na rua batendo perna, que queria mesmo arrumar um homem como meu marido pra arrumar um filho e viver nas suas custas. Sofri muito e tive que engolir. Meu marido na época não falava nada, nem pra me defender nem pra defender minha sogra. Eu comecei a bater de frente com ela e a convivência ficou quase que impossivel e percebi que estava afetando a nossa vida, minha e do meu marido. Mudei de estratégia, mostrei pra ela que eu não entrei na vida do filho dela pra competir o amor dele com ela e sim compartilhar, atraves das pessoas ela viu que eu era uma moça de familia e que queria algo sério com o filho dela. Hoje em dia ela gosta de mim e nos damos bem na medida do possível. Porque assim, relação de nora e sogra nunca vai 100%, sempre vai haver algum atrito. Salvo aquelas sogras que são verdadeiras segundas Mães pra nós. Aliás, eu tive uma sogra assim e gostaria que minha atual sogra fosse a minha antiga sogra. (rsrrsrsr). Mas como tudo na vida não é perfeito, neh??? A gente tem que aprender a conviver com as diferenças, porque elas existem e vão ficar salientes em algum momento da vida. Então… vai ai o meu conselho: Bater de frente as vezes não é o melhor caminho, e que ignorar pra não ferir ambas as partes. Porque pensando assim… por mais que sua mãe seja mandona e se meta na vida do casal, vc não gostaria que seu marido fosse mau educado e a magoasse mesmo estando certo, não é? Então? Nunca retribua o mal com o mau. Isso não é bom pra ambas as partes. E lembre-se que um dia vc tbm passara pela mesma situação, terá que lidar com sua nora ou genro., certo?
    Amigas espero que tenha ajudado de certa forma…
    Um bjo no seu coração…

    • Ione, taí uma boa argumentação, a de fazer a mulherada pensar em inverter a situação. Ou seja, como a nora se sentiria se o esposo batesse de frente com a sogra dele que, no caso, é mãe dela. Algo a se pensar, hein?! ;)
      Beijos

  29. Melina disse:

    Tb preciso de ajuda.
    Bom, minha sogra e uma pessoa maravilhosa, não teve filhAS, so dois homens, apesar de ser um sonho seu. Quando iniciei Io namoro, ela depositou em mim uma grande expectativa, pois eu seria então essa filha. Ela queria que eu a chamasse de maezinha.
    Infelizmente, não tive uma boa relacao em casa de mãe e filha, então não conseguia trata_lá como mãe ate porque Ja tenho uma rs.
    Mas sempre a tratei muito bem, e com muito respeito.
    A minha sogra não tem profissão, não terminou os estudos, e por um problema no joelho, fica o dia em casa, e e extremamente carente. ano retrasado tava fazendo tratamento no psiquiatra por crise do pânico, depressão, e suposta esquizofrenia.
    Casei e moro a um quArteirao de sua casa.
    E acabei de ter um filho.
    Trato ela com carinho, abraço, elogio, e as vezes paro para ouvir. Ocorre que não tenho muita paciência, pois os assuntos dela não chamam minha atenc

  30. Melina disse:

    Tb preciso de ajuda.
    Bom, minha sogra e uma pessoa maravilhosa, não teve filhAS, so dois homens, apesar de ser um sonho seu. Quando iniciei Io namoro, ela depositou em mim uma grande expectativa, pois eu seria então essa filha. Ela queria que eu a chamasse de maezinha.
    Infelizmente, não tive uma boa relacao em casa de mãe e filha, então não conseguia trata_lá como mãe ate porque Ja tenho uma rs.
    Mas sempre a tratei muito bem, e com muito respeito.
    A minha sogra não tem profissão, não terminou os estudos, e por um problema no joelho, fica o dia em casa, e e extremamente carente. ano retrasado tava fazendo tratamento no psiquiatra por crise do pânico, depressão, e suposta esquizofrenia.
    Casei e moro a um quArteirao de sua casa.
    E acabei de ter um filho.
    Trato ela com carinho, abraço, elogio, e as vezes paro para ouvir. Ocorre que não tenho muita paciência, pois os assuntos dela não chamam minha atenção.
    Depois que o meu filho nasceu o ciúme dela aumentou muito, e ela começou a me alfinetar, e ate a me ofender as vezes, sempre com a queixa de que trato melhor aos outros, que não a amo, que ela não e bem vinda, ou ouvida por mim.
    Hoje não agüentei e respondi, e me senti mau por isso.
    Não sei como lidar com tanto ciúme e insegurança
    Ela não quer o meu mau e sei que me ama, mas um muro intransponível sei que esta sendo erguido, pois a cada alfinetada me afasto mais.
    E fico ainda mais sem vontade de falar com ela, alem de me irritar com todas as comparações que ela faz, com todas as criticas que faz ao que a pediatra me fala para fazer, com as criticas que faz a minha casa.
    Não estou mais conseguindo ignorar e rir de tudo isso.

    Preciso de ajuda

    Abs

  31. Sogra competitiva e o dilema de unir ou calar. disse:

    [...] você não está lembrando bem de que post ela está falando, trata-se de um outro problema com sogra, com um dilema diferente, onde os conselhos para a leitora anônima que pedia ajuda naquele post [...]

  32. Quando a sogra provoca dilemas intermináveis… disse:

    [...] Você também tem problemas com a sogra? [...]

  33. Andréia linda disse:

    Eu gosto da minha sogra, pois na hora de casar, principalmento nos preparativos, ela me ajudou financeiramente e teve atitudes de uma mãe, mas derrepende o que era principe virou uma questão a ser tratada com muita delicadeza com uma ajuda psicológica. O que meche muito comigo, é quando ela fica falando que fulano tem isso e tem aquilo, e que fulano é isso, isso ocorre toda vez se vemos, ela faz frases maldosas, fazendo comparações, sinto falta, de conversas construtivas da parte dela, pois só sabe falar dos outros, pros outros, e isso não ajuda e nem nada.
    Agora toda vez que ver e conviver com ela vou, falar somente o necessário, e vou procurar não ter muita intimidade… é uma pena, pois a minha intensão no fundo era sermos mãe e filha, mas com estas atitudes fica dificil, pois não tenho sangue de barata pra ouvir e engolir a cego. Sõ Jesus em nossas vidas… um dia isso vai melhorar ai se vai, em nome de Deus.

    Meninas a questão é ter paciência e fê.

  34. maique disse:

    Bem por onde começo…Eu e meu marido já estamos juntos há 14 anos, então já conheço a minha sogra há 14 anos, sempre tive um pouco de antipatia por ela, por ela falar tudo em alemão, apesar de saber falar portugês, e eu não falo esse dialeto, menos ainda entendo, apesar de ser de origem alemâ. Sempre teve o habito de dar palpite em tudo, se deveríamos pintar a casa ou não de que cor, deveríamos cortar a arvore, sempre se meteu “diretamente” em nossas vidas. Meu marido trabalha com ela e meu sogro e quem cuida das finanças é ela, até pouco tempo pagava até nossa conte de luz e água, tudo passva pelas vistas dela. Há uns dois anos engravidei do meu filho Cícero, a filha dela que mora aolado da nossa casa também engravidou, 4 meses depois. Bem daí por diante podem imaginar. Hoje meu filho tem 18 meses e raramente recebe atenção da avó materna. Quase todos os dias vai até a casa do outro neto e fica lá por horas, e depois, creio que por remorso, vem a nossa casa e fica em média 5 minutos com o Cícero. E para piorar a filha dela ficou doente e então o Cícero a vê muito pouco. E como isso tudo me incomoda muito estou fazendo psicoterapia e tomando florais, porém ão sei se esta tendo resultado, pois a cada dia que passa eu a suporto menos e infelismente estou transferindo todo esse sentimento a meu marido que é totalmente passivo a essa situação, apesar de dizer que percebe as coias que estão ocorrenco, mas não faz nada…
    Já pensei em ir morar onde leciono, mas não é me separar que eu quero, porém não tolero mais essa situação, menos ainda fingir que esta tudo bem quando ela ou sua filha vem a minha casa. Se alguém puder me orientar eu gradeço.

  35. [...] Você também tem problemas com a sogra? [...]

    • Daniela disse:

      Olá meninas! Confesso que diante destas declarações estou começando achar a minha sogra um amor! Rsrs… brincadeira! vou explicar por que… Eu e meu marido nos damos super bem. Já estou no meu segundo casamento e meu marido o terceiro. Tenho 1 filho e meu marido 2 filhas… todos se respeitam, ex esposa, ex marido, amo minha ex sogra (olha que foram 15 anos de convivência) nunca tive problema com nenhuma sogra, pois a palavra chave pra mim é respeito… mas a mãe do meu marido!!! Ninguém merece… ela é inconveniente ao extremo. Ela “ligava” pro meu marido todos os dias e ficava mais de 1 hora com ele no telefone, e detalhe, não deixava desligar… com o tempo isto foi me irritando, pois “cemancol 0″. A minha sorte é que ela mora longe então nunca a vejo mas quando isto acontecia ela não parava de falar e também falar o tempo todo mal das ex esposas do meu marido. Sinto que ela quer competir. Tentei de todo jeito ser legal com ela mas não dá. Mesmo porque não é problema meu, o meu problema com os meus pais de impor limites eu resolvi. Até que um dia, quando percebi que meu marido não iria tomar atitude alguma resolvi na frente dele com ela apontar o que me encomodava e colocá-la no lugar dela… mas numa boa. Conclusão: ela fala mal de mim pra ele e deve falar pra todo mundo também (morro de preocupação), liguei pessoalmente pra ela convidando-a pra vir nos aniversários e nada, nunca mais veio em casa e assim está. Fico triste pelo meu marido pois sinto que ele gostaria que fosse diferente, mas como teve os mesmos problemas nos relacionamentos anteriores, ele já deveria ter colocado limites, como nunca fez, acho que ele entendeu que não tem outro jeito, mesmo porque quando discutimos o motivo é sempre a mãe dele… vamos ver até onde isso vai, estou feliz sem ela vindo nos visitar e assim espero que seja. Quanto a compreensão que as colegas pedem para termos com as sogras, ela fica muito difícil quando só há respeito de um lado, quando a pessoa não sabe o seu papel na família. Fico imaginando eu chegando na casa da minha sogra e fazendo tudo do meu jeito, me intrometendo onde não sou chamada… o que ela faria?
      Vamos respeitar né? Tudo bem, que não me respeite, mas respeite seu filho, pois isso não deixa de ser um desrespeito com ele, o espaço dele.

      Bjs à todas.

  36. Daiane disse:

    Boa Noite!
    Lendo todas as historias, não sei se riu ou choro! Todas são praticamente iguais, mas a minha historia de problemas com a sogra é totalmente diferente. Ela Não tem ciumes do meu marido comigo e com minha familia, que inclusive ele se da super bem (Tratam ele como filho), enfim, ela faz brigas e chantagens com meu marido e eu, pelo simples fato de não idolatramos a minha cunhada e a neta dela ( Filha da minha Cunhada). Quando chega as datas comemorativas como: natal, pascoa e aniversarios nosso, a minha sogra nunca tem dinheiro, mas o presente da minha cunhada e e da neta dela já estão comprados e ai de nos que não dermos um presente bom para elas, mas o detalhe é que temos um comercio na praia onde somos socios da minha sogra e dividimos o lucro do dia com ela, entao automaticamente o que temos em dinheiro é para ela ter igual, então ficamos irados quando ela vem se queixar de falta de dinheiro. Ela quando esta com nós esta sempre doente e sem dinheiro, chega a minha cunhada ela ja ta boa e corre pro centro gastar!
    Resumo da historia quem trabalha é nos, nao podemos arredar o pé um minuto pq se não ela rouba para dar para as gurias, damos a metade para ela que nunca tem dinheiro pq gasta tudo com elas e quando precisa vem correndo para nos, mas o problema não é só esse, ela fala de boca cheia de nós tem parentes do meu marido que nao vem ele a tempo e nem me conhecem e odeiam nós, e o pior de tudo é que ela ensinou a minha cunhada desde pequena, como estão ensinando a neta dela, que tudo de melhor tem que ser pra elas, entao minha cunhada se criou uma pessoa ambiciosa que mesmo com todo o dinheiro que minha sogra da para ela, não é o suficiente e minha sogra parece que deve algo pra ela pq esta sempre submissa, meu marido nao parece filho dela, entao a minha cunhada pilha minha sogra em relação a assuntos relacionados ao nosso comercio ai minha sogra pira, fica super inrritada e vem descontar em nos, só que detalhe é que no inicio do verão quem se rala para arrumar todos os utensilios de praia para alugar é nós e depois que tudo esta pronto ela surta e quer botar nós a correr, seria simples de resolver era só largar de mão e deixar para elas, só que precisamos também do dinheiro que se ganha la, e não sabemos como resolver essa situação pois ela é mãe dele, esse ano depois da ultima briga com minha sogra que descobrimos que mais uma vez foi motivada pela minha cunhada, cortamos relação com minha cunhada, mas minha sogra ate tomar remedio para se matar tomou, e fora que como viu que igual não conseguiu fazer nós voltar a se dar agora esta tentando tirar nós do comercio, não sei como resolver essa situação entao se alguem tiver uma historia parecida que acho meio impossivel hehehe por favor me dar uma dica. bjss a todos!

  37. claudio disse:

    tenho um problema com sogra e esposa, bem minha sogra vem todos os dias em minha casa, junto com meu sogro, não tenho nem assunto para conversar,minha esposa quere que eu trate os pais dela na palma da mão, se o meu sogro esta na parte d fora da casa e eu entro ela diz: não convidace o meu pai pra entrar? se eu tomo café ela diz: não oferece café? me sinto uma pessoa rebaixada. a proposito eu sou muito calmo e paciente, não seu o que fazer não gosto d discurção, nestas situações eu acabo ficando calado, gosto da minha sogra e do meu sogro eles me ajudaram muito e me ajudam ainda. mas o problema é minha esposa q me rebaixa na frente dos pais dela fico bem triste. o q fazer nesta situação.

    desde já agradeço.

  38. Ana disse:

    Achoq ue cada um tem que se por no seu lugar..não teve sua oportunidade de ser mulher e mãe..deixe os outros terem a sua também e em paz!!!!!!!

  39. ivete disse:

    logo após me casar, minha sogra não nos dava folga, queria o filho devolta. inventava coisas, jogava meu marido contra minhas filhas, infernizava, há 2 anos ela exigiu que ele fosse morar com ela, eles vivem como marido e mulher, jogam carta de par contra outros casais, saem em jantar dançante, quem não conhece fala que meu marido arrumou uma mulher velha, vem me ver quartas e sábado, isto é claro se a mãe não inventa um passeio, aí ele vai com ela e nem me avisa. o que faço?
    marcia

  40. Leila disse:

    O meu problema já passou todos os limites, a sogra já partiu pra agressão porque não aceita que eu tirei o filhinho dela, ele é só uma criança imaginem 32 anos, por isso o melhor jeito é resolver na justiça, calúnia e difamação, não há respeito, não há mais limites e se isso não for resolvido vou passar o resto da minha convivendo com essa situação deplorável.

  41. [...] Você também tem problemas com a sogra? [...]

  42. Aninha disse:

    E quando a nora é daquelas que quer afastar totalmente o marido da família dele? Aqui em casa está acontecendo isso, e não é por conta de brigas, apenas por causa de diferenças de opinião, de criação, essas coisas. Nunca teve um conflito, uma briga, nada. Mas, a nora tem nos tratado cada vez mais com frieza (eu e minha mãe, família do esposo dela) e incutido idéias nele de nem ter contato com o resto da família. O que fazer?

  43. Ismael disse:

    Sogra é igual um peixe fora da geladeira, é no máximo dois dias em casa para apodrecer!

    • Juliana disse:

      Sim. Meus problemas comecaram antes do casamento, em 2006, quando minha sogra e cunhada resolveram se meter no vestido das madrinhas e no vestido da minha sogra, em tamanho, cor e estilo, mesmo sem colaborar com nenhum valor para o casamento. Depois disso, comecaram a surgir mentiras que minha sogra conta, inveja de coisas que tenho (quer comprar o que compro e o que a filha compra), fofocas, e meu marido acha que e o jeito delas, que elas sempre foram assim e que nao vao mudar, so que eu odeio mentiras, inveja e a grosseria dela quando as coisas nao acontecem do jeito que ela quer, ou acha certo. Ela tem 65 anos mas acha que tem 20, nao tem a minima nocao de nada! Minha vida, com meu marido que nao entende meu ponto de vista, esta se tornando um verdadeiro inferno. Nao consigo engolir essas coisas que ela faz e meu marido acha que tenho que entender e respeitar pois e o jeito dela e ela e mae dele…

  44. Jaque Moreira disse:

    Eu sou casada a um ano, minha sogra trata meu marido com se ele ainda fosse um bebe! Qndo nos casamos ela keria saber tudo q faziamos, hoje estou gravida ela se mete em tudo, diz q serei uma pessima mae, q ela vai ter q criar meu filho pq eu naum tenho capacidade para isso!!! Qndo fui fazer o enxoval ela ficou dando palpites eu ouvi quieta! Depois qndo cheguei em ksa com as coisinhas do bebe, ela falou pq naum fez o q eu mandei? Olha q coisas mais feias vc comprou?? O meu maior problema eh q meu marido naum admite q a mae dle naum gosta d mim!!! Mesmo ela estao errada, ele vai a favor dela e fica contra mim, e se eu falar alguma coisa p ela q ele naum gosta já é motivo d brigar!! E isso acaba prejudicando meu casamento!! Eu amo meu marido, o q posso fazer para manter o meu casamento??? E naum cair nas conversas e desevenças q a minha sogra provoca???

  45. Alaine Benicio disse:

    Bom a minha ex sogra q esta passando por esse problema c a sogra dela…
    Acho q ela deve ser um pouco mais paciente
    pois as vezes pegar meio pesado c a sogra dla,sendo q sua sogra faz por merecer…
    Mais nada q uma bela conversar n resolva.

  46. daiany disse:

    gostaria muito de saber o que faço pra mae do meu namorado me aceitar como nora,eu tenho 18 anos,e ele tem 15 anos,sou muito apaixonada por ele,ja enfrentamos ela varias vezes ,mas mesmo assim ela nao aceita ,me ajudem por favor,o que faço pra ela deixar eu e ele namorar…obrigada,bjss espero sua resposta.

Deixe um Comentário